> > >

quinta-feira, 4 de março de 2010

A IGREJA DE COMEÇA A SE DESVIAR A PARTIR DE 196 d.C.



I - A MENTIRA




33-196: Nesse período da História, a Igreja não aceitou ne-nhuma doutrina anti-bíblica.







II - ONDE SE ENCONTRA ESTA MENTIRA

Em diversos lugares. Trata-se de um apanhado de mentiras, inclusive esta, que é copiado em diversos sites protestantes. Mas vou mencionar apenas este:







III - A VERDADE

UMA MENTIRA DESCABIDA - Documentos históricos a desmacaram fragorosamente. O autor da maxambeta sugere que a Igreja começou a aceitar "doutrina anti-bíblica" a partir de 196 d.C., o que, na verdade jamais aconteceu. SEGUNDO afirma, dá a entender que, até aí, tudo deveria ser de acordo com o credo protestante.

Engano espantoso! Ou melhor, MENTIRA DESAVERGONHADA!

A sucessão apostólica dos papas, que os evangélicos não aceitam e consideram como coisa herética, antes disso, em 180, já é registrada pelo bispo católico Santo Ireneu de Leon e isto relata pelas seguintes palavras:


"Já que seria demasiado longo enumerar os sucessores dos Apóstolos em todas as comunidades, nos ocuparemos somente com uma destas: a maior e a mais antiga, conhecida por todos, à Igreja fundada e constituída em Roma pelos dois gloriosíssimos apóstolos Pedro e Paulo. Mostraremos que a tradição apostólica que ela guarda e a fé que ela comunicou aos homens CHEGARAMA ATÉ NÓS ATRAVÉS DA SUCESSÃO REGULAR DOS BISPOS, confundindo assim todos aqueles que querem procurar a verdade onde ela não pode ser encontrada. COM ESTA COMUNIDADE, DE FATO, DADA Á SUA AUTORIDADE SUPRIOR, É NECESSÁRIO QUE ESTEJA DE ACORDO TODA TODA COMUNIDADE, ISTO É, OS FIÉIS DO MUNDO INTEIRO; nela sempre foi conservada a tradição dos apóstolos. [...] [Pedro e Paulo] confiaram a Lino o ministério do episcopado. [...] A Lino sucedeu Anacleto. A seguir, Clemente; Clemente vira os apóstolos, conversara com eles e ainda tinha ouvido sua pregação. [...] A Clemente sucedeu Evaristo, e a Evaristo, [sucedeu] Alexandre. Depois, em sexto lugar após os apóstolos, veio Xisto, e, a seguir, Telésforo. Depois, Higino, Pio e Aniceto. Sotero sucedeu Aniceto. Agora, Eleutero, em décimo-segundo lugar, possui a herança do episcopado após os apóstolos". (Ireneu de Lião, 180 d.C., Contra as Heresias III,3,2-3).

Já em 178 d.C. Orígenes desanca a rebelião protestantes afirmando o seguinte:

Orígenes: “E Pedro, sobre quem a Igreja de Cristo foi edificada, contra a qual as portas do inferno não prevalecerão.(...)" In Joan. T.5 n.3.

Bem antes disso, faz o mesmo TATIANO, O SÍRIO em 170 d.C. defendendo o primado de Pedro:



Há outros documentos neste tempo que medeia, mas vou apenas mencionar um, que vem de Inácio de Antioquia que foi martirizado em 107 d.C.:



"Inácio... à Igreja que preside na região dos romanos, digna de Deus, digna de honra, digna de ser chamada 'feliz', digna de louvor, digna de sucesso, digna de pureza, que preside ao amor, que porta a lei de Cristo, que porta o nome do Pai, eu a saúdo em nome de Jesus Cristo, o Filho do Pai" (Inácio de Antioquia, +107, Carta aos Romanos [Prólogo]).

Voltar ao Índice

2 comentários:

luiz camacho disse...

OSWALDO ,

VOCE AINDA FAZ ARTIGOS NO BLOG DO OSWALDO , OU SEJA , SEU OUTRO BLOG ?

BELO ESTE SEU NOVO SITE !

VEJA SE PODE .... ENVIAR A VERDADE A SITES PROTESTANTES, ESPIRITAS , ATEUS....

luiz camacho disse...

OSWALDO ,

VOCE AINDA FAZ ARTIGOS NO BLOG DO OSWALDO , OU SEJA , SEU OUTRO BLOG ?

BELO ESTE SEU NOVO SITE !

VEJA SE PODE .... ENVIAR A VERDADE A SITES PROTESTANTES, ESPIRITAS , ATEUS....